Tipos de painéis na construção em Steel Frame

 

Neste post explicamos os tipos de painéis que são utilizados no Steel Frame, sua composição e os nomes que suas peças adquirem de acordo com sua função estrutural.

 

Um painel de Steel Frame é composto por perfis tipo (U Enrijecido) (montantes) armados com perfis tipo (U). Os montantes transmitem as cargas do telhado até a fundação através de suas almas, portanto, para manter a linearidade das cargas verticais e evitar a excentricidade, deve haver uma coincidência entre as almas dos montantes que compõem a estrutura da cobertura, os dos andares superiores, das vigas do mezanino e dos montantes do térreo. Isso é definido como estrutura alinhada, ou IN-LINE FRAMING.

Quando este alinhamento não ocorre, como no caso dos painéis portantes que apresentam aberturas ou vãos, a transmissão de cargas deve ser resolvida aplicando vergas ou vigas de distribuição que irão transmitir as cargas verticais para os montantes localizados abaixo.

A localização dos montantes tipo U enrijecido será de acordo com a modulação do projeto, geralmente com separação de 40 cm ou 60 cm. Isso será determinado segundo o projeto, o cálculo estrutural, as dimensões e os tipos de placas de revestimento adotadas.

Os painéis podem ser, dependendo do projeto arquitetônico:

  • Painéis Portantes: cegos ou com aberturas.
  • Painéis Não Portantes: cegos ou com aberturas.

 

Elementos que compõem um painel 

Montantes: são perfis tipo U enrijecido galvanizados, cuja medida de alma e espessura da chapa dependerão do cálculo estrutural. O tamanho mínimo da alma será de 90 mm e eles serão dispostos verticalmente de forma que a alma do perfil seja perpendicular ao plano do painel. A modulação adotada será feita de alma a alma dos perfis. São perfis estruturais, ou seja, as cargas são transmitidas através deles.

Guias: são perfis tipo U , cuja medida da alma e espessura da chapa serão iguais às determinadas de acordo com o cálculo estrutural para os montantes. Eles são colocados nas extremidades superior e inferior dos painéis como uma guia, posicionando os montantes e impedindo seu deslocamento. Seu comprimento determina o comprimento de cada painel. Não são considerados estruturais, portanto não devem transmitir cargas de nenhum tipo. Sua função é apenas fixar a posição dos montantes.

 

Painéis Portantes

Estes painéis suportam cargas de telhado e/ou mezanino (se houver) e, se houver aberturas ou o IN-LINE FRAMING não for respeitado, será necessário adicionar neles peças de reforço que resistam as cargas às quais o painel está sujeito.

Um painel portante cego é aquele que recebe cargas maiores e não possui nenhum tipo de abertura nele. Neste tipo de painel, nenhuma peça especial será colocada devido a que as cargas são transmitidas sem interrupção, obtendo-se um painel composto apenas por montantes, guias e elementos para restrição de deslocamento.

Um painel portante com vão é aquele que recebe cargas maiores e possui algum tipo de abertura (janela, porta, etc.) gerando uma interrupção no IN-LINE FRAMING. Para resolver isto, são colocadas uma série de peças de transição que serão as responsáveis por transmitir as cargas às fundações.

Peças para realizar vãos nos painéis que devem conter aberturas (portas e/ou janelas) 

VERGAS: é uma peça que se coloca horizontalmente sobre as aberturas e redistribui as cargas verticais para os batentes. É realizado com perfis Perfil tipo U Enrijecido (Montante) e Perfil tipo U (Guia) e também pode ser denominado Viga Tubo. 

Viga de distribuição ou verga: está localizada sob um mezanino e resolve o desalinhamento entre as vigas do mezanino e os montantes inferiores. Também resolve o desalinhamento entre os perfis de cobertura e os montantes inferiores em caso de existir excentricidade. É composto de perfis, de várias combinações.

 

Jack: é o nome montante com a altura mais baixa onde se apóia a viga da verga. O número de Jacks a serem colocados no painel dependerá da quantidade de montantes interrompidos pelo vão: pode-se estabelecer que haverá, em cada lado do vão, o número de montantes interrompidos pela viga da verga, dividido por dois. Quando o número de montantes interrompidos for ímpar, deve-se adicionar mais um Jack, obtendo-se o mesmo número de Jacks em ambos os lados. Os critérios para determinar o número de Jacks devem ser usados ​​como uma aproximação ao desenho do painel, portanto, esta consideração não isenta o cálculo estrutural.

King: é o conjunto de perfis constituído pelo(s) Jack(s) e o montante que vai da guia inferior até a guia superior do painel seguinte. A quantidade de Jacks determinará o nome da peça King, a saber:

  • King Simples: Composto por um Jack e um montante.
  • King Duplo: Composto por dois Jacks e um montante.
  • King Triplo: Composto por três Jacks e um montante.

 

Guia de Vão: é um perfil guia disposto horizontalmente e limita o vão do painel na parte inferior e superior. Dependendo de sua localização, é designado como Guia de Vão Superior e Guia de Vão Inferior.

Guia com corte de 10 cm: é o perfil guia no qual são feitos cortes nas mesas a 10 cm de ambas as extremidades, permitindo que o perfil seja dobrado a 90 ° para poder fixá-lo perpendicularmente aos montantes localizados nas laterais dos vãos. É utilizado como guia sem receber carga vertical, e “parapeito”, portanto, será 20 cm mais comprido que a largura da abertura.

 

Cripple: é o perfil montante disposto verticalmente que continua a modulação na parte inferior e/ou superior do vão. Recompõe a estrutura abaixo do parapeito do vão até a guia inferior e, se necessário, acima da guia até a verga ou até a guia superior da parede. Dependendo de sua localização, é designado como Cripple Superior e Cripple Inferior.

 

Painéis não portantes 

Estes painéis suportam apenas o seu próprio peso e o das placas que os cobrem, não suportam cargas de cobertura ou do mezanino. Será montado com os mesmos montantes e guias dos painéis portantes, sendo que o peso do fechamento externo e as solicitações de pressão e sucção do vento o exigem.

Se houver uma abertura, resolve-se sem a necessidade de verga ou de reforços laterais (Jacks e Kings), apenas serão colocados os montantes (cripples) que permitem colocação das esquadrias, e as guias para formar o parapeito e a verga.

Somente no caso do painel não portante ser uma divisória interior, pode-se resolver com perfis de construção a seco Drywall, cuja espessura é de 0,5 mm, ou com perfis guias e montantes de 70, considerados não portantes.

 

Mais informações

Para saber mais sobre o sistema visite o site, o blog ou entre em contato conosco. O diálogo constante com os nossos clientes e usuários nos permite obter informação valiosa sobre o que cada um precisa para continuar crescendo.

 

Acesse aqui e conheça os produtos da Barbieri do Brasil